Mai
12

O presidente da Frente Parlamentar de Defesa do Consumidor, deputado Jorge Wilson Xerife do Consumidor, recebeu na Assembleia Legislativa uma comitiva com mais de 30 integrantes de Araçariguama, que solicitaram apoio do parlamentar para evitar a instalação de um aterro sanitário na região de nascentes do Ribeirão do Colégio, única fonte de captação de água da cidade. A propriedade fica no bairro Butantã, local próximo ao ribeirão que abastece a cidade.

Entre os representantes, estavam o ex-prefeito Carlos Aymar, Lili Aymar e Luiz Antonio Fiorito Neto, gerente institucional da Vivo.

A implantação de um aterro sanitário na área é vista como uma ameaça para muitos moradores e até um movimento foi criado em 2013 na tentativa de evitar a execução do projeto. O lixo de várias cidades da região seria despejado na fazenda de 1,3 milhão metros quadrados, onde, segundo o grupo, existem cinco nascentes com papéis importantes na formação do ribeirão.

A Prefeitura de Araçariguama concedeu, em 2011, uma certidão de uso e ocupação de solo à empresa que deve executar o serviço. Para tentar impedir um grande impacto ambiental, o movimento em defesa do ribeirão entrou com uma ação no Ministério Público que pediu uma avaliação e o relatório constatou que a área não é adequada.

“Essa briga é nossa também. Saúde pública é um direito de todos. Água potável e cristalina tem que se preservada. Tenham certeza que estamos juntos nessa luta. O povo de Araçariguama tem que ser respeitado. Todos os cidadãos que pagam seus impostos têm direito à contraprestação dos serviços públicos com qualidade. Não vamos deixar que seja instalado um aterro num município tão rico em água potável como é Araçariguama” disse o deputado.

Sobre Jorge Wilson
Formado em Ciências Jurídicas e Sociais pelo FIG-UNIMESP, especializado em direito do consumidor e graduado em Jornalismo pela UnG. Há mais de 25 anos, o Deputado Estadual Jorge Wilson - Xerife do Consumidor, oferece à população orientação jurídica gratuita focada na defesa dos direitos dos consumidores, entre outras demandas.